(48) 99679-5998

Fale Conosco


Acesse nossa
Página

Siga-nos no
Instagram

Inscreva-se no
Nosso Canal

Boa noite!

Terça-Feira, 28 de Junho de 2022

(48) 99679-5998


PT não vai permitir ataques contra Lula e vai acionar a justiça

O partido aciona Cattani e mais 3 no TSE por outdoor contra Lula em Mato Grosso

Autor: EA NOTÍCIAS

Política

21 de Março de 2022


21/03/2022 21h49 - Atualizado em 21/03/2022 21h51


Diretório nacional quer remoção de outdoor e investigação da Polícia Civil em Rondonópolis. O Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT) acionou o deputado estadual Gilberto Cattani (PL) e outras três pessoas junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por propaganda eleitoral extemporânea após a instalação de um outdoor contra o ex-presidente Lula (PT) em Rondonópolis (a 218 km de Cuiabá).

 

 

Na peça publicitária, localizada próximo a um posto da Polícia Rodoviária Federal, o ex-presidente é chamado de “bandido”, “traidor da pátria” e “maldito”. O outdoor foi “inaugurado” no dia 21 de fevereiro a convite do Movimento Conservador do Município e havia promessa de instalação de ao menos outros nove do mesmo tipo pela cidade.

 

 

“Eis que, além de se fazer presente no ato de ‘inauguração’, explicitamente endossa a prática e incentiva na continuidade dessa estratégia de atuação política”, diz trecho da ação, ao citar Cattani.

 

Além do deputado, foram incluídos na representação eleitoral, protocolada no dia 15 de março, o representante do Movimento Conservador do Município, Thiago Mota da Silva; o diretor do Sindicato Rural, Michel Pagno; e o empresário Sandro Magalhães – este último, sócio da empresa apontada pelo PT como responsável pela disponibilização do outdoor.

 

“Registros comprovam não apenas a autoria e participação dos representados aqui em questão, como também a clara intenção de promover a instalação de mais dez outdoors, conforme afirma o representado Gilberto Cattani de que 'é apenas o primeiro outdoor de muitos'", salientou a defesa do partido.

 

O PT pede a inclusão dos quatro citados na ação que já tramitava na Corte em razão de outdoors instalados não apenas em Mato Grosso, mas também em Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e Santa Catarina.

 

Além disso, exige a remoção dos outdoors e a condenação dos quatro acionados, com pagamento de multa no valor de R$ 25 mil, e encaminhamento da representação ao Ministério Público Eleitoral para que seja apurado o crime de abuso de poder econômico por parte de Cattani, Michel Pagno e Thiago Mota.

 

CAMPANHA PRÓ-BOLSONARO

Na representação, o PT alega que após ingressar com a ação em fevereiro, foi verificada a existência de outros outdoors contra Lula em Mato Grosso. Todos, conforme a ação, configuram campanha antecipada ao presidente Jair Bolsonaro por meio de propaganda negativa contra Lula. O apoio ao presidente, conforme o partido, pode ser verificado na postura dos representados em postagens nas redes sociais, anexadas ao processo.

 

 

Fonte: Portal Sorriso

Compartilhe esta notícia



Voltar


Telefone

(48) 99679-5998

Redes Sociais



Copyright 2021 - Todos os direitos reservados - Edio Antônio